Guarda municipal é o novo imortal da Academia Maceioense de Letras

Uma grande honraria será concedida, na noite desta quarta-feira (8), ao guarda municipal Fábio dos Santos. Ele tomará posse como imortal da Academia Maceioense de Letras. Professor Mestre, pesquisador, sociólogo, poeta, escritor, músico, cientista social e também servidor público – Fábio Poeta exerce a função de guarda municipal, em Maceió, há mais de 20 anos.

Nascido em 28 de maio de 1971, natural de Maceió, ele tem um vasto currículo, com mestrado em Sociologia pelo Programa de Pós-Graduação da Universidade Federal de Alagoas; Especialização em Educação Infantil pela CESAMA/AL; perfeiçoamento em Educação, Pobreza e Desigualdade Social pela UFAL; Licenciaturas Plenas em Letras e em Ciências Sociais, ambas também pela UFAL. Santos lecionou Língua Portuguesa e Literatura por 5 anos na Rede Pública de Ensino do Estado de Alagoas, de 2006 a 2010.

Conquistou importantes prêmios literários: 2019: Comenda Poeta Jucá Santos e Troféu Poeta Jucá Santos, da Academia Maceioense de Letras; 2011: 1° Lugar Prêmio Nacional Jayme de Altavila (Ensaio) Academia Alagoana de Letras/AAL; 2010: 2° Lugar Prêmio Nacional Heliônia Ceres (Ensaio-AAL); 2006 e 2003: Prêmio Com. Tércio Wanderley I (livro de poesia-AAL); 2004: Prêmio Graciliano Ramos (romance-AAL); 1999: Prêmio Guimarães Passos (livro contos-AAL); entre outros nacionais; tem poemas e contos publicados em diversas antologias de RS, SP, PR, MG e AL.

Ele tem sete livros físicos e 15 digitais publicados, entre eles: Bichos Urbanos (contos), Manual de Inutilidades Poéticas (poesia), Cimento Vivo (romance), Tão humano quanto deus (romance), Táticas do Combate de Rua (poesia), Canto Nativo: à luz da contemporaneidade ou novas propostas de interpretação da poética de Jayme de Altavila (ensaio).

Sobre a homenagem, o guarda municipal diz que vai muito além da emoção. “Emoção é algo repentino, passageiro, embora deixe alguma marca na memória, na pele… É um sentimento de reconhecimento que destaca uma pessoa, um profissional, um artista, poeta, professor, naquele que ele faz e produz em prol da sociedade, do Outro. E pra nós que somos guardas municipais, profissão que traz em si um certo estigma de desprestígio frente às demais instituições de segurança, só fortalece nossa categoria, mostra para as autoridades, principalmente para os gestores públicos que no nosso meio existem intelectuais, artistas, músicos, que só esperam uma oportunidade para divulgar seu trabalho”.

O Sindguarda-AL parabeniza Fábio dos Santos pela consagração de uma vida inteira dedicada ao conhecido. O presidente da entidade sindical, Carlos Pisca, ressalta a importância dos estudos na vida de qualquer pessoa. “O Fábio não se limitou. Ele foi além. Buscou conhecimento em diversas áreas, dividiu o que aprendeu através dos seus livros. Para nós da categoria, é uma alegria imensa ver um colega da família azul marinho ser agraciado com tal honraria”.

A cerimônia de posse será realizada amanhã, às 19h, na sede da AML, na Av. Gal. Hermes, Cambona.

Compartilhar

Publicar comentário